5 dicas para determinar o perfil do seu cliente ideal — Sinergia Publicidade

5 dicas para determinar o perfil do seu cliente ideal

5 dicas para determinar o perfil do seu cliente ideal

5 dicas para determinar o perfil do seu cliente ideal
5 dicas para determinar o perfil do seu cliente ideal

Conhecer o perfil e as preferências dos públicos de uma empresa sempre foi muito importante para o sucesso das campanhas de marketing e de vendas. Com o avanço da internet, a decolagem do marketing digital e fenômenos como o Big Data, tornou-se ainda mais relevante encontrar o perfil de cliente ideal para os negócios. Por outro lado, esses mesmos elementos deixaram essa identificação mais fácil e acessível.

Certamente, nos estudos e discussões sobre marketing digital você se deparou diversas vezes com o termo persona, não é mesmo? A ideia por trás do perfil de cliente ideal passa pela persona e expande a perspectiva, uma vez que dentro desse escopo desejado pode haver mais de uma persona.

Para você entender melhor o que é e como determinar o perfil de cliente ideal para sua organização, vamos analisar alguns conceitos e apresentar 5 aspectos essenciais para essa construção. Acompanhe!

Conceitos de público-alvo, buyer persona e brand persona

É comum haver um pouco de confusão entre os termos apresentados por metodologias como o inbound marketing e o marketing de conteúdo. Mas, não se preocupe! Vamos esclarecer os mais importantes, para que o processo de definição do perfil de cliente ideal fique mais fluido. Veja só!

Público-alvo

Esse conceito já foi largamente utilizado em campanhas online e offline. Com o refinamento das estratégias e metodologias, entendeu-se que o público-alvo é um primeiro recorte de público. Porém, muito abrangente e incapaz de proporcionar o embasamento necessário para a criação de planos e ações direcionadas e personalizadas.

Ao falarmos em público-alvo, estamos nos referindo a um grande grupo de pessoas, com base em dados demográficos, socioeconômicos e comportamentais de um modo geral.

Buyer persona

Eis aqui a tão falada (e tão importante) persona, também chamada de buyer persona. Trata-se da criação de um personagem semifictício, que engloba características do cliente ideal da sua empresa.

Esses traços são mais específicos que os do público-alvo e envolvem aspectos psicológicos e bem pessoais. Dizem respeito, ainda, aos seguintes pontos:

  • como a persona interage com seu produto ou serviço,
  • o que ela espera dele e da sua marca;
  • como seu produto soluciona os problemas dela;
  • o valor que ela enxerga em efetuar uma compra em sua empresa.

Essa definição vai exatamente ao encontro das exigências do consumidor atual, que requer uma aproximação com as organizações, atendimento personalizado e soluções específicas para suas dores e expectativas.

Brand persona

Os clientes esperam das marcas posturas e relacionamentos mais humanizados. Logo, é imprescindível dar às empresas esse contorno mais humano, mais próximo, como se fosse realmente uma pessoa em interação com as outras.

Dessa forma, a brand persona é o delineamento da personalidade da marca, com base em valores, missão, posicionamento e atuação no mercado, entre outros fatores. É essa pessoa, com seu jeito de ser, que dará as bases necessárias para:

  • a criação dos discursos da empresa;
  • a linguagem;
  • o comportamento;
  • os posicionamentos frente a questões sociais;
  • o modo de se relacionar com o cliente.

Passos fundamentais para chegar ao perfil de cliente ideal

Você já está com os conceitos na ponta da língua e viu que o perfil de cliente ideal é fundamental para sua estratégia. Então, está na hora de ver o que fazer para determiná-lo. Confira!

1. Pesquise bastante

O primeiro estágio de toda boa campanha, ação ou plano de marketing é a pesquisa. Você precisa de material para começar a definir seu cliente ideal, não é verdade? Para isso:

  • levante informações sobre seus clientes;
  • observe o dia a dia da empresa;
  • converse com colaboradores;
  • preste atenção à concorrência e às tendências de mercado.

Sua honestidade conta muito na realização das pesquisas e na análise de resultados. Caso contrário, você poderá perder tempo, energia e dinheiro indo atrás de um perfil que não é exatamente o ideal para seu negócio. Em suma, não maquie a realidade.

2. Invista na compra e na análise de dados

Existem ferramentas avançadas que permitem um levantamento profundo de dados e informações sobre o mercado e, claro, sobre os consumidores. É interessante investir na compra de dados estratégicos para a empresa. Para tanto, comece definindo as informações de que realmente precisa e quais indicadores pretende apurar.

Invista também na análise profunda dos dados, pois é aí que está o pulo do gato. Ou seja, a interpretação dos dados é que abrirá possibilidades e trará insights.

3. Baseie-se em seus melhores clientes

Outro aspecto relevante é observar seus melhores clientes. Como eles se comportam em relação a seu negócio? Quais dúvidas e problemas eles apresentam? Quais elogios e sugestões eles fazem?

Você já tem em mãos uma excelente fonte de informações, vinda de quem já conhece a marca, os produtos e optou por sua empresa. Ao entender esses clientes, é possível desenvolver ações e estratégias para atrair novos clientes dentro desse mesmo perfil.

4. Entenda o comportamento do consumidor em relação à marca

Esse fator é essencial, pois será possível compreender como os produtos ou serviços impactam a vida do consumidor. Em posse desses dados, você conseguirá mais efetividade na abordagem, estreitar os laços com o cliente e aperfeiçoar cada vez mais os processos produtivos.

5. Analise a jornada de compra do seu cliente

Nessa etapa, é recomendado que você integre alguns setores da empresa para que cada um forneça informações coerentes com seu papel em todo o processo. A jornada do cliente começa com os primeiros contatos e demanda mais do marketing. Entretanto, a evolução do consumidor nas etapas é influenciada por fatores como:

  • atuação da equipe de vendas;
  • atendimento;
  • pós-venda;
  • logística.

Assim, avalie todas as fases para que seja possível aperfeiçoar as estratégias e criar ações mais direcionadas e certeiras.

Comunicar-se e investir em públicos que não têm relação ou interesse significa prejuízo. Isso mesmo! Ao ignorar o perfil de cliente ideal do seu negócio, vão para o ralo: tempo, energia, produtividade, dinheiro e oportunidades.

Portanto, separe um tempo para entender o comportamento do consumidor em relação à sua marca e, por extensão, ter bem claro o perfil de cliente ideal. Como você pôde perceber, essa prática só tem a beneficiar a empresa e torná-la mais forte e competitiva.

Para você ter ainda mais consistência em sua estratégia, entenda como o marketing digital alterou a jornada de compra do cliente.