Conheça e aplique o modelo das 5 forças competitivas de Porter — Sinergia Publicidade

Conheça e aplique o modelo das 5 forças competitivas de Porter

Conheça e aplique o modelo das 5 forças competitivas de Porter

O modelo das 5 forças competitivas de Porter foi desenvolvido por Michel Porter, professor de Harvard, em 1979, e tem o objetivo de analisar a concorrência entre empresas. Essa ferramenta considera cinco fatores — as cinco forças competitivas — que, quando avaliadas, servem de base para a criação de uma estratégia empresarial eficaz.

Essa análise é indispensável para que uma empresa determine como deve entrar em um mercado, além de como se posicionar diante da concorrência, de clientes e fornecedores.

Neste post, vamos apresentar esta ferramenta de análise que se tornou indispensável na gestão estratégica empresarial. Confira!

Conheça as 5 forças competitivas de Porter

Descubra, a seguir, quais são as fascinantes 5 forças competitivas de Porter:

1. Rivalidade entre concorrentes

Considerada a força mais significativa entre as cinco, contempla a atividade e a agressividade dos concorrentes diretos, ou seja, aqueles que vendem o mesmo produto ou serviço no mesmo mercado da empresa em questão.

Algumas perguntas que ajudarão a analisar esse ponto são:

  • Quantos competidores existem no setor?
  • Meus concorrentes competem por preço ou por outros diferenciais?

2. Poder de barganha dos fornecedores

Essa força refere-se a quanto a sua posição no mercado fica nas mãos de quem fornece matéria-prima. Por exemplo, se o número de fornecedores for baixo, seu controle será menor, já que eles se sentirão confortáveis em aumentar preços e outros termos.

Uma empresa passa a ter o controle quando o número de opções é grande, pois ela pode comprar mais barato e fazer demandas.

As perguntas para saber o poder de barganha dos fornecedores são:

  • Quantos fornecedores há no setor?
  • Quem detém o poder: eu ou o meu fornecedor?

3. Poder de barganha dos clientes

Essa força competitiva tem a ver com o poder de decisão dos clientes. Quanto maior for o nível de competição do mercado, maior será o controle deles sobre o processo de venda, enquanto a menor concorrência faz com que as empresas tenham o controle dos processos de venda.

Para conhecer o poder de barganha dos clientes, considere:

  • Qual a proporção de compradores para fornecedores do meu produto?
  • Meus clientes sugestionam a opinião dos outros a partir das mídias sociais?

4. Ameaça de novos concorrentes

Alguns fatores influenciam a entrada de novos concorrentes no seu nicho de mercado funcionando como uma barreira. Por exemplo, o capital necessário e o acesso aos canais de distribuição.

Para saber sobre ameaças de novos concorrentes, pergunte-se:

  • Qual o custo inicial para abrir um negócio no meu segmento?
  • Existem outras barreiras de entrada que fortalecem a minha posição?

5. Ameaça de novos produtos ou serviços

A pior ameaça do mercado nem sempre vem de novas empresas ou mesmo de concorrentes conhecidos, mas sim de novos produtos ou de serviços ofertados que fazem a sua solução se tornar obsoleta, principalmente na era digital.

Para descobrir novas ameaças de produtos ou serviços, questione-se:

  • É fácil encontrar alternativas para a solução que eu ofereço?
  • Existe alguma parte do meu trabalho que poderia ser automatizada, substituída ou terceirizada?

Como aplicar as forças de Porter no seu negócio

Existem três estratégias gerais que podem ser aplicadas por qualquer negócio após a análise das cinco forças de Porter.

São elas:

  • liderança de custo: a empresa pode cobrar de acordo com o padrão da indústria, reduzindo seus custos e aumentando os lucros ou reduzindo preços para manter os lucros atuais;
  • liferenciação: apostar no desenvolvimento constante, incluindo processos de venda e de marketing para diferenciar seus produtos dos concorrentes;
  • foco: ter conhecimento sobre o mercado para focar nos nichos certos e aumentar as vendas, para diminuir impactos negativos de qualquer uma das cinco forças citadas.

Por fim, é interessante usar outras ferramentas para diagnosticar a empresa atual de forma completa, como a análise de SWOT, que mede as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do negócio.

Se você não conhecia o modelo das 5 forças competitivas de Porter, agora já sabe da importância dessa ferramenta na análise competitiva do mercado. Não se esqueça de acompanhar as mudanças de variável dessas forças e de consultar especialistas para o melhor diagnóstico empresarial e compreensão da técnica.

Gostou no post? Então, você também vai gostar de saber como ter mais foco no core business!

Receba nossa Newsletter em primeira mão